terça-feira, 30 de dezembro de 2008

A "CAPITIS DIMINUTO" COMPULSIVA DO INDIVIDUO EXTREMAMENTE BEM PARECIDO DA FOTOGRAFIA




Corria o ano de 1998 e eu estudava na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa...ou melhor, corria o ano de 1998 e eu vivia em Lisboa ( assim é mais honesto...)e, ciente da efemeridade daquela estadia,resolvi escudar-me nos meus 18 anos para ter um ano hedonista...Cultivei o meu diletantismo nos cafés mais emblemáticos da baixa pombalina...Ou seja, andei a fazer de Fernando Pessoa durante largos meses!! ( mas sem ópio e sem bigode)!!
Lisboa ensinou-me e mostrou-me coisas que no Porto nunca vira!! Uma delas foi um plenário da Assembleia da República...Nesse dia, fiquei a perceber que o "Mestre Alves" não estava sozinho no mundo!!! Nesse dia, fiquei a saber da existência de Sílvio Cervan!!! E por momentos, pensei ter confundido a Assembleia com o Parque Mayer...Silvio Cervan, honra lhe seja feita, fez-me rir...rir muito
Quando o leitor quiser saber a minha opinião sobre algo, é fácil...Basta saber a do Sílvio...A minha é sempre diametralmente oposta!

Este fulano ( sim...pejorativo) tem opinião sobre tudo...ele é capaz de falar do programa de recuperação financeira da Papua Nova Guiné, da abismal diferença de indole, entre as rolas gregas e as rolas turcas e ainda é menino para dizer que a razão da calvície prematura do António Vitorino, reside, no facto, do socialista ser pró Tratado de Quioto....!!!

O indíviduo em causa representa a antítese dos espíritos livres!! NUNCA li ou ouvi, Sílvio Cervan pronunciar-se de forma crítica ou equidistante sobre, absolutamente NADA...Paulo Portas desconhece o porquê de o CDS/PP ser pouco ou nada atractivo...a mim, parece-me evidente...a irmandade de macambúzios, da qual o "Senador Sílvio" é cabeça de lista, é co-responsável pela falta de libido do eleitorado em relação ao partido...

Cervan tem uma visão monoqueísta do mundo...a isotopia Bem/Mal é uma constante no discurso "pequeniloquente" ( escusam de procurar a palavra no dicionário :) ) do deputado que, obviamente, está sempre do lado do Bem... !!!
habemus cromus

domingo, 28 de dezembro de 2008

A ti, meu querido Porto...





Carta aberta ao Futebol Clube do Porto

Que fique bem claro! …TU deste-me sempre mais do que aquilo que eu te dei….
Obrigado por me fazeres feliz…Obrigado por me fazeres chorar…
Eu não tenho aspirações a fazer uma prosa bonita…eu quero lá saber das virgulas ou da concordância frásica… eu não pretendo fazer amor com as palavras!!! Eu quero é que os meus dedos escrevam o que a alma exige.…E neste momento parece que estou a escrever um ditado…Eu não penso no que escrevo…não sou eu que escrevo!
O canal que faz a ligação entre o meu coração e a minha mão, encarrega-se disso…
Eu detesto frases feitas. mas…eu sem ti não era eu….Não era, de todo….


Obrigado Madjer….
 Tens noção do que significas para mim? Imagina aquilo que sentes pelo Alcorão, multiplica-o por mil e….esquece! …mesmo assim não ias, sequer, chegar perto… 

Obrigado à dupla Ribeiro Cristóvão e Miguel Prates pelo "poema" mais bem conseguido e mais melódico que alguma vez ouvi……” lá vai Frasco, Juary, pode ser o golo é golo…”...(atentem na polissemia e na suavidade da aliteração...)

Obrigado Costinhapela maior catarse desportiva da minha vida….

Obrigado João Pinto…. por reunires um pouco de todos nós e seres esse Todo em que nos revemos de forma tão “absurdamente verdadeira” …Obrigado por seres o PORTO

Obrigado PAI…és o MELHOR e mais apaixonado adepto de todos…

DizPaizão…aquilo que o Porto não fez por nós!!…os abraços que trocámos, as lágrimas que partilhámos…os momentos genuínos que vivemos….Obrigado por seres o Meu Pai e teres tido a irresponsabilidade  de me teres levado às Antas aos 3 anos de idade….prometo que vou seguir esse mau exemplo quando tiver um filho… Obrigado PORTO…Por tudo o que fazes ao meu PAI….

Obrigado Antas…como me posso esquecer de ti? Tu esquecias-te do Pavão?? Ou do Oliveira?? Ou do Cubillas??....não me parece 

 Lembro-me do fascínio que exercias em mim….Lembras-te como o Shakespeare descreveu o magnetismo que pairava entre o Romeu e a Julieta?? Se te lembras, esquece….o nosso encanto era tudo menos teatral…. Nós somos a prova de como as paixões não tem, necessariamente, de ser efémeras! 
Uma coisa te garanto….das cerca de duzentas vezes que te visitei, raras foram as vezes em que não me proporcionaste “orgasmos” intensos e “espasmódicos”… e eu sei que tu também não fingias…Aliás, como podias? Nunca vi ninguém com o coração tão perto da boca…Nem sequer no Bolhão o vernáculo era tão autêntico…Obrigado pela gratuidade dos actos… 


Não sinto nostalgia de ti, Antas ….(porque nostalgia só se aplica à Pátria) e, cá entre nós, que ninguém nos ouve… ( o que não deixa de ser verdade..:) ) eu estou-me marimbando para a Pátria…O Porto é a minha verdadeira Pátria…. é supérfluo refutarem este preceito! Podem falar de regionalismo bacoco e impeditivo ao meu progresso como ser pensante, de horizontes afunilados, até de complexo! não quero saber! Não se esfalfem com dissertações sobre falta de patriotismo nem se esgotem em alegações sobre a minha pretensa penúria intelectual…não se cansem, porque me parece óbvio que isso é óbvio…Mas eu quero lá saber!…

O que sinto é saudade!!…mas aquela saudade que dói!!…é boa, mas dói…a saudade que, apesar do Presente ser brilhante e o Futuro promissor, fica, assumidamente, presa ao Passado ...Uma saudade capaz de inventar lágrimas dançantes....uma saudade que não precisa de imagens de arquivo para ter uma recordação fotográfica....


Tu levas-me ao pranto quando olho para o local, onde majestosamente te erguias, e não te vejo…ou melhor…eu ainda consigo ver os rostos, o esbugalhar dos olhos, sentir os cheiros, ainda consigo ouvir aquele bruaaaaa de cada vez que a bola “beijava” o poste e teimosamente não entrava, ainda contemplo com exactidão aquele senhor que vendia chocolates na arquibancada..…e, acredites ou não, ainda vejo “inquilinos” tão antigos como o Futre, o Gomes, o Mlynarczick, o Kostadinov, o Magalhães, o inimitável João Pinto, o Rabah Madjer, o Domingos, o Baía, esse pássaro azul e branco, o Deco…e…eu e o meu Pai….todos numa simbiose perfeita…



Antas, Tu és um Domingo à tarde com sol de Inverno…Tu és um golo do Gomes…Tu és o meu pai a levar-me pela mão…Tu és a multidão num grito só de todos nós….
E eu jamais me irei referir a Ti no passado…

Dragão...não me esqueci de ti!...Mas tu sabes que as mulheres mais bonitas, não tem, necessariamente, de ser as mais interessantes!!! O charme e a classe necessitam de um período de maturação...e eu não acredito que um grande amor possa ser substituído de um dia para o outro!! Melhor dizendo...eu não acredito que um grande amor possa ser substitúido...


Meu caríssimo Porto…. por melhor que conseguisse articular pontos e vírgulas, por mais que as minhas palavras espelhassem o mais alto conhecimento nas ciências desportivas e humanas … mesmo assim, esta espécie de homenagem continuaria mutilada. Faltaria sempre a dimensão do olhar, da relação…E eu não posso travestir o que sinto por ti, tentando defini-lo….Isso nunca

domingo, 21 de dezembro de 2008

EU, JUDAS ME CONFESSO!

“Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados”

Rubem Alves. É o nome do Homem, que, num momento banal proferiu esta afirmação. Banal, porque Rubem Alves é, inequivocamente, uma mente brilhante. O “h” maiúsculo peca, apenas, por defeito…
Hoje, apetece-me falar de educação…Faço, desde já, um pré aviso…Eu admito o meu pretensiosismo! Portanto, se quiser abandonar a leitura do texto que se segue, faça-o agora…! Eu juro que vou fazer os possíveis para ancorar tudo o que disser em argumentos sólidos e na minúcia do detalhe.mas…até eu, às vezes, me acho insuportável, portanto, caro leitor, não tenha qualquer tipo de pejo ou pudor em ocupar o seu precioso tempo doutra forma…Deixe-me a falar sozinho!!!...

Se for professor, peço-lhe, encarecidamente, que não me denuncie….é que, sei lá…o dinheiro faz-me uma certa falta…Por isso, apelo aos laços de “consanguinidade” que nos unem, para me deixarem ser utópico à vontade…Eu sei…Eu sei o que vão pensar quando lerem certas “heresias” que irei escrever! Judas, irá ser o nome mais simpático com que me vão brindar!!! Peço-vos apenas, para estarem seguros que a profissão da minha querida mãezinha é Consultora de Seguros…digo isto, somente para não especularem…Eu sou, de facto, um grandessíssimo filho da... Consultora de Seguros!

Mereço que me persigam…mas, vá lá…já me davam um descontozinho!!! Se vos passar pela cabeça mover alguma acção cível contra a minha insignificante pessoa, volto a apela r ao vosso inquestionável bom senso…falem com a minha querida irmãzinha…ela pode ainda não ter nome na praça…mas asseguro-vos…vai, com toda a certeza, ser uma Psicóloga BRILHANTE! Ainda por cima, é linda que se farta…. Ou seja, a antítese do mano mais velho! Ela trata de mim… ela apetrechar-me-á com as ferramentas mentais necessárias para me pôr acrítico e dar-me-á resiliência para lidar com o bullying, que essas pedagogias libertárias me impõe …(tu nunca me farias isso mana..looool....ah!!! não precisas agradecer a publicidade)

De: João
Para: Professores (que se demitem do seu papel e com um machado tentam cortar a raiz ao pensamento)

Caríssimos colegas

Não posso, haja o que houver, deixar passar em claro mais uma quadra natalícia, sem me dirigir a vocês … Queria, com todo o respeito, mandar-vos para o %#**#$...

Espero que esta carta vos encontre de boa saúde e na paz de Cristo

Um abraço amigo



Peço desculpa por este devaneio, (que está na fronteira de um comportamento psicótico.:) ) mas, às vezes, dá vontade de dizer o que vai na alma, sem qualquer tipo de rodeios, ou receio de consequências à posteriori…
Não estou arrependido do rumo que dei à minha vida, quando, aos 25 anos, decidi voltar a estudar… ( depois de já ter estudado 17…) muito menos arrependido estou, por ter optado ser professor do 1º ciclo!! Voltaria a fazer o mesmo sem vacilar…

A profissão professor só admite uma via….a do espírito de missão. Caso contrário, não vale a pena…não se macem…é feia, é burocrática, é cinzenta…ou seja, é, em traços gerais parecida com Londres…
Sem querer ser abusivo na generalização, Hoje, o professor está descredibilizado…E não quero, com isto, excluir-me, nem ser uma ala separatista dentro da classe…mas, não me peçam solidariedade…isso não!...Eu sei que grande parte da culpa reside nos “sofistas” do Terreiro do Paço (que permitem que um futuro professor possa ingressar numa faculdade com médias de 9.5…sem saber escrever, sem saber pensar, sem saber ser. ..para mim o cerne do problema encontra-se aqui….e era aqui que devia ser feito o enfoque)…mas, nem essa atenuante aligeira…

Não consegui ter um pingo de companheirismo, ou de sentimento de pertença, quando vi as muitas reportagens que os diversos canais reservaram à manifestação…Faço votos para que os professores que falaram ( ou antes, emitiram sons e palavras descoordenadas) não representem o todo…O que fizeram, mais não foi, que dar tiros no pé ( e na cabeça)…O elan que romanceia uma manifestação dilui-se a partir do momento em que os manifestantes não fazem ideia do que estão a falar…e a falta de argumentos só vem pôr a nu aquilo que é obvio…O medo que o mundo saiba, aquilo que eles, nas profundezas do seu íntimo, sempre souberam…que a sua incompetência venha à tona…!!! e aquele sujeito com um "tortumelo capilar" foleiro e descabido (leia-se bigode) que dá pelo nome de Mário Nogueira? …a panóplia de advérbios e de adjectivos que articula convida ao bocejo...
(Eu juro que os “Nogueira” não são todos assim…e o meu progenitor já tirou o tufo patusco há uns anitos…)

E foi pena!…foi pena, porque,apesar de concordar com a Ministra quando diz que é urgente distinguir um bom professor de um mau professor, discordo dos moldes de avaliação...Assinalo a coragem em querer mudar, mas confesso que me causa alguma celeuma, um professor avaliar outro apenas porque os anos de serviço lhe conferem essa possibilidade ( a idade ainda é um posto?)…ou seja, um professor de 50 anos pode avaliar e classificar outro que tem 29, mesmo que o último tenha mais habilitações…!!Mas…e o paradigma Hoje não é outro?? As influências e as correntes pedagógicas não são diferentes? Aquilo que se espera de um professor Hoje, não é muito diferente das expectativas de outrora? O positivismo e a disciplinaridade defendidas no passado, não poderão, se mal interpretados, entrar em rota de colisão com a complexidade e interdisciplinaridade do Presente? …a subjectividade inerente a uma avaliação não aumenta quando se confrontam arquétipos e formas de olhar o mundo??? É que, Hoje, o professor deve levar a aprender…e dantes, o professor ensinava…e isto não é um mero jogo de palavras…( dantes existiam, obviamente, excelentes professores...isso não está em causa)


É kakfiano, aquilo que se faz em algumas escolas …ensinos exclusivamente transmissivos, sem lugar a espírito crítico e a metodologias activas e holisticas…Esquecendo avaliações diagnósticas, omitindo projectos curriculares de turma…
O aluno representa uma esponja que absorve tudo o que o “douto” professor diz…
Ainda subsistem muitos resquícios do velho “Estado Novo” que igualizava comportamentos e produzia indivíduos em série e sem massa crítica, recorrendo a dogmas e à esterilização do processo cultural da pessoa…
Meus caros, isto não é Pretérito Perfeito…Ainda se conjuga no Presente!


A cultura do medo, nas salas de aula, tem, forçosamente, de ser vitima de ostracismo…assim, como professores, que pseudo educam, sem planificação, sem psicologia, e com muito amor institucional…que é a mais eufemística forma de falta de afecto… Outros há, que tem as melhores intenções do mundo, e querem ser professores do 1º ciclo, porque gostam muito de criancinhas,…(epah…eu adoro animais e nunca quis ser veterinário…) mas a gritante falta de cultura, aliada à falta de intenções pedagógicas, e, por que não, a narrow minds, só vem “abebézar e aburrizar (neologismos inventados há 7 segundos..:) as crianças…e, por favor, não subestimem as crianças…

PS1- Peço as mais sinceras desculpas aos muitos professores que não representam esta realidade e que, de forma estóica, apaixonada, esclarecida e missionária, navegam num mar cheio de “Adamastores”….A eles, presto a mais sincera das homenagens

PS2- É óbvio que não vão acreditar… mas… a primeira parte desta crónica não foi escrita sob o efeito de substâncias psicotrópicas...

PS3- Se usa bigode…não ligue ao que eu digo!! Como, obviamente, já se apercebeu, eu sou um idiota…Aprecio a vossa resistência e, por que não, essa contracultura...

PS4-…parafraseando Ortega y Gasset…Se ensinares, ensina ao mesmo tempo a duvidar daquilo que estás a ensinar

sábado, 20 de dezembro de 2008

MEC IS THE BEST!! F*** THE REST!!




Lamento se é português e nunca leu este Senhor…

Apesar de Óscar Wilde dizer que “muita gente estraga a vida com um doentio e exagerado altruísmo” eu vou fazer ouvidos moucos e fazer de Marcelo Rebelo de Sousa…
Se ainda não fez compras de Natal, eis a sua salvação…

A causa das coisas”
“As Minhas Aventuras na República Portuguesa”
“O amor é fodido”


PS: Estimado leitor: isto é mesmo bom!!Mas...tenha cuidado a quem vai oferecer os livros!!! Se for primo do Cardeal Patriarca de Lisboa ou comparsa do líder da bancada parlamentar do PP desanconselho-o vivamente...é que as crónicas e os livros do Miguel são pouco dadas a hossanas

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

...E MAIS CÁFILAS VIRÃO!!!



Nas quase 3 décadas de existência que “carrego”, já me deparei, obviamente, com muitos obstáculos e copiosas provas de fogo…Já fiz dezenas de frequências, algumas entrevistas de emprego com algum grau de cientificidade e cujo interlocutor nem sequer me olhava nos olhos , já apresentei trabalhos onde tinha de dissecar em 15 minutos, a obra de um confuso sujeito alemão( Martin Walser), cujo rol de livros era interminável… enfim….já fiz muita coisa…mas hoje, e sem qualquer tipo de imodéstia, passei com distinção, na mais crítica das provas….EU CONSEGUI FAZER BABA DE CAMELO…
Portanto, e uma vez que este blog parece ser tão consensualmente atractivo como um debate sobre columbofilia, moderado pelo Eládio Clímaco, eu próprio me felicito pelo sucedido!
Com empenho e dedicação, sinto que poderei, gradualmente, complexificar e ornamentar os meus pratos…Quem sabe, se qualquer dia consigo estrelar ovos…Quem sabe! ( é preferível não sonhar demasiado alto...e, desta vez, manter os pés bem assentes na terra...)

Post Scriptum- Eu poderia partilhar com o leitor as expressões sofríveis dos meus familiares no momento em que “degustaram” aquela espécie de baba de camelo…mas, se calhar, é melhor não…

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

AMERICA HAS BEEN DRINKING

Os EUA sempre nos habituaram a megalomanias!! Está-lhes no ADN!
Na eterna dicotomia quantidade/qualidade optam maioritariamente pela primeira...A América faz parte do imaginário de todos aqueles que não são americanos.Pode-se não gostar, mas ninguém fica indiferente a um país, que leva a comédia tão a sério que, esticou a corda ao ponto de ter na Casa Branca (?) um ilustríssimo senhor que lhes garantiu uma "non stop" sessão de "stand up comedy" ao nível de Jerry Seinfeld e de George Carlin, que durou 8 anos...Bush era, de facto, incrível! Dizia as maiores atrocidades com a expressão facial mais auto-confiante do universo!!! Parecia mesmo que estava a falar a sério... Não é que o PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA, no auge das suas performances, chegou a ter momentos de tão rara antologia, que quaisquer que sejam as estórias com que a História venha a ser escrita, farão para sempre parte da memória colectiva...Passo a partilhar (mas apenas 0,0000000000017 %) com o caríssimo leitor, algumas das muitas piadas bem conseguidas do inexcedível “W”
"Eu não sou parte do problema. Eu sou republicano.” ...
“Eu fiz bons julgamentos no passado. Eu fiz bons julgamentos no futuro.”
“A grande maioria de nossas importações vêm de fora do país.”
“Não é a poluição que está a prejudicar o meio ambiente. São as impurezas no nosso ar e na água que fazem isso" ...

Eu podia fazer um esforço para disponibilizar todo o legado comediante com que Bush nos presenteou, de uma só vez...Mas, sei lá....dava-me jeito casar e ter filhos lá para 2010!


Esta tentativa de piada (porque eu, ao contrário do "Georgy", tenho limitações) serve apenas, para trazer a esta crónica (ou coisa que o valha) …Mr President Barack Obama… Fiquei feliz por Obama ter ganho, não por ser preto, mas também por ser preto!!
Obama tem tudo para se transformar num ícone…é inegavelmente inteligente, domina a retórica (embora não tão bem como Bush, como é obvio…:)) é bem parecido, tem um discurso grandiloquente e tem a capacidade de mobilizar massas…O fardo que carrega é grande. Não sei se gostava de estar no seu lugar! Para já, Obama foi brilhante…mas num campo que lhe é particularmente grato…o da comunicação! Contagiou! …contagiou-me! Bastava aquele “YES, WE CAN” !! É guevarista!! Esta ao nível do “orgasmo auditivo” “ I HAVE A DREAM”…pode até ser vazio e o seu conteúdo estar cheio de nada…mas…há ali qualquer coisa de etéreo que nos faz eriçar a pele. Arrepia!!!

Obama continua a ser uma incógnita, mas o povo, às vezes, não se importa de comprar uma ilusão… (Lembram-se do mito do D.Sebastião? É mais ou menos isso)…
A ilusão é um bilhete que pode proporcionar um estado de alma bem gratificante…não nos importamos de pensar que podemos estar perante uma agitação dos sentidos que provoca uma distorção na percepção da realidade…Nada disso…nós queremos é sonhar e quem nos faça sonhar!!! Por mais cépticos e derrotistas que possamos, eventualmente ser, todos queremos acreditar em algo que nos remeta para Woodstock, para a San Francisco dos anos 60…ou para a já pentacentenária obra de Thomas More "A Utopia" ( excluindo a parte da sociedade profundamente hierarquizada e autoritária, onde subsistiam divisões a nível de género e da existência de escravos) É imperioso que assim o seja. E nós, por mais diversos que sejamos, somos também muito iguais. Existe que há uma idiossincrasia comum…


Apesar da vitória de Obama, a América voltou a surpreender-me… (não aprendo!) e provou que é tão democrata como Bertrand Russel era católico!!! Impressionante a votação dos republicanos!!! Aliás, impressionante é eufemismo…Depois do Iraque, depois do Afeganistão, depois do falso GPS que supostamente teria guiado até às armas de destruição maciça…depois de uma inenarrável Sarah Pallin…Depois do nosso já mencionado “stand-up comedist… O Partido Republicano esteve perto de vencer a corrida!!! O que, por si só, vem desmistificar a ideia do fim do racismo, por muitos legitimada!!


O racismo esteve mais presente que nunca!! (ok, se calhar é exagero….O APARTHEID, o KU KLUX KLAN, e outros movimentos semelhantes foram piores…Fui infeliz na afirmação, confesso…) Nunca tanto se diferenciou pela cor da pele… (ainda que de forma "hidratada") A palavra afro-americano deve ter sido proferida umas 787567465476646 vezes…Não, não estou a recorrer à hipérbole…!
Já agora! (e como dizia um professor meu) Porque é que ao invés de se diferenciar pela cor da pele, não se diferencia pelo tamanho do pé ou pela cor dos olhos…Já estou a imaginar…” -desculpa…acredito que sejas muito boa pessoa, que tenhas um coração enorme...mas..põe-te a andar daqui…não vês que aqui só estão pessoas com pés pequenos...a dimensão desse pé não é benéfica ao bom andamento dos trabalhos …OU…-sim, é verdade que o senhor reúne todas as competências para liderar este projecto...mas, lamento…enquanto eu mandar vocês, os de olhos azuis, com as vossas íris e córneas deprimentes, não terão a mínima hipótese…) ridículo, não?

E será inocente associar-se expressões como “ a coisa está preta”, “és a ovelha negra”..”o cenário é negro” …ou por exemplo, o facto do luto ser preto estar conectado com situações negativas???? E a pomba que representa a paz ser branca?...e a casa mais emblemática dos EUA ser a casa branca…
São construções culturais como estas que perpetuam a DIFERENÇA...quando o desejável seria a promoção da DIVERSIDADE…(mas o que eu gosto mesmo é das verdades absolutas de alguns senhores…”É inegável que os pretos são mais fortes fisicamente e os brancos mais fortes intelectualmente ( inegável hein!!! Sem contestação possível…ainda ontem o fulano testou isso num laboratório, ali ao pé de Ermesinde…)
Esta generosidade de alguns indivíduos é, de facto, so touching Chega a ser delicioso analisar esta perversidade…Dá-se de barato o facto de eles serem mais fortes fisicamente…para depois, de forma eufemística, lhes chamarem burros…


Obama não é um preto qualquer! Estudou em Harvard. É filho de mãe branca, tem hábitos de branco…e isso funciona como "atenuante"! É preto para os brancos e branco para os pretos…uma espécie de United Collors of Benetton…Obama não é suficientemente "preto" para que possamos falar do início do fim do racismo…

(peço desculpa pelo aspecto denso do texto e pela ausência de fotos...ainda me estou a familiarizar com isto dos blogs...e, digamos que as minhas competências informáticas são fraquinhas...ou, totalmente nulas)

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

...POR ONDE ANDAIS VÓS, NATÁLIA CORREIA E ARY DOS SANTOS???..

País de brandos costumes...hmmm!!! Não gosto da ideia! Gosto de low-profiles, não de "low minds"...
Portugal é de génese um país "sui generis"...É o meu país! Não o admiro...não sinto uma necessidade moral de o amar...
Portugal obriga-me a repensar a causa efeito entre razão e coração...Se eu fosse Jean Jacques Rosseuau e a sua obsessão pela razão, detestá-lo-ia....Ia defender que o meu país é um rectangulo cuja dimensão moral é directamente proporcional à sua dimensão real...

Portugal podia ir ao Registo e requerer a mudança de nome!!!Se Portugal fosse justo chamar-se-ia, por exemplo, "Vamos andando" ou, não ficaria nada mal, chamar-se pomposamente, "cá estamos....nunca pior"... já "é como Deus quer", embora mais remota, seria sempre uma possibilidade a não subestimar!!! Claro que se Portugal fosse ao Registo, iria sempre, no último dia do prazo e, obviamente, à hora do fecho...Iria resmungar com o funcionário, a quem acusaria de "trafulha", por, imagine-se, ter a ousadia de pedir um documento fundamental que Portugal se esquecera de levar...Portugal diria com um tom sindicalista...-"Isto só em Portugal"...( ao qual, acrescentaria 765547735 adjectivos qualificativos referentes à profissão da mãe do funcionário da repartição.....funcionário esse que, sejamos francos, nao facilitaria a tarefa do nosso estimado requerente e diria que, embora tivesse todo o gosto em poder auxiliar,via-se forçado a declinar o pedido devido à circunstância inolvidável do estabelecimento encerrar às 5 e serem já, imagine-se, 4h57...Obviamente que alegaria inimputabilidade, caso fosse injuriado....afinal eram 4h57)...( o funcionário estaria vestido, invariavelmente, com umas calças de fazenda cinzentas com um vinco bem vincado ( passe a redundância) uma camisa bege, que nao disfarçaria a camisola interior de manga caviada, e o intemporal blazer ao xadrez castanho e verde, pelos ombros....a meia branca com uma raquete de ténis como adereço, seria apenas o toque final numa indumentária irrepreensível ( e irreproduzivel...) que não dispensaria o sapato de berloques preto e respectiva fivela dourada...

Portugal é um país com alguns problemas de infância mal resolvidos e recalcados...O complexo de édipo mal resolvido de Afonso Henriques, tem repercussões ainda nos dias de Hoje... Assim sendo, as parafilias sucedem-se ciclicamente e em catadupa..A mais flagrante é o seu sado-masoquismo militante...Laranja ou rosa...rosa ou laranja...que é o mesmo que dizer...Coca-cola ou Pepsi...

Portugal, felizmente, é um país não racista ( não é como esses países onde só há pretos!!!lol)...Disso podemo-nos todos orgulhar!!! Ainda ontem, numa distinta paragem de autocarro, ouvi comentários que me permitem afirmar com análise criterial e com a distância necessária, que somos um povo vanguardista!!! Atentem na profundidade..."- Nao tenho nada contra os pretos mas nunca casava com um Moçambicano ou um angolano...então com um daqueles marmanjões do Botswana é que nem pensar" ....Refira-se que a frase teve como epílogo um esclarecedor e bem audível..."creeedo"...( o credo pareceu-me uma repulsa em só pensar na ideia...mas só posso estar equivocado...)
A caminho de casa, enquanto tomava o porteguesissimo café com cheirinho,no incontornável "Café Central", ( mas também poderia ser no café " o regresso do baixátola" ou café "buraquinho quente"...deliciosos estes registos etnográficos!!!) um cidadão que se destacava pela dimensão e pela cor amarelo florescente da unha do seu dedo mindinho, dizia de forma eloquente e contagiante..." eu ATÉ conheço um preto que é porreiro"...
Claro está que o bom do cidadão português, católico refira-se, não resiste a uma bela generalização para demonstrar o seu carácter hospitaleiro e anfitrião, em relação às cidadãs do nosso país irmão..."elas são todas iguais...fazem todas o mesmo...e são bem boas"...Torna-se evidente que o "são bem boas", tem que ver com a pessoalidade e dimensão ética das nossas irmãs...Não confundir este "irmãs" com quaisquer tipo de representantes femininas de ordens religiosas....É que não confundam meeeesmo!!!!
Graças a Deus, Xenofobia, é palavra que o português nao conhece ...As pessoas que vem para o nosso prazenteiro país, são todas bem-vindas....Só existe uma pequena condição....pequena mesma....insignificante diria!!! Tem de ser como nós!!! Nós estamos abertos a qualquer tipo de religião, diz o cidadao luso...agora, não tragam para cá essas merdas esquisitas, do tipo, ortodoxo, adventista, geová, muçulmano.... (o nosso perspectivismo cultural é louvável!!!)
à pergunta sobre liberdade sexual o portugês nao hesita, e no tom de sempre...(acrítico e homofóbico)...refere...
-"eu respeito toda a gente mas...a sociedade está perdida...cada vez há mais paneleiros!!!!".. a sensibilidade é, de facto, historicamente, o nosso "middle name"...que o digam as nativas dos locais onde a "epopeia" portuguesa chegava e onde, ironicamente, ia expandir a fé cristã....Contrasenso???? Não vejo onde....
...Portugal está em crise!!! Mas, fico com a ideia que a crise menor é a financeira...Vivemos na provincia dos obséquios!!! Portugal, como diz o sempre coerente (agora não estou a ironizar) Jorge Palma, é inimigo da competência e "nunca roubou um beijo"...
A estandardização de comportamentos continua a vir pré estabelecida no nossso código genético e o socialmente correcto proíbe a felicidade de um povo que, por mais e melhores tecnologias que existam, continua a ver tudo a preto e branco...e cuja noçao de Portugalidade é colocar bandeiras na janela!!!
Dito isto, quero dizer que AMO o meu país....

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

ESTADOS DE ALMA...

Sim, pés bem assentes na lua!!
Não encontro uma metáfora mais congruente com aquilo que sou!
É suposto, num primeiro post, proceder a uma auto-definição daquilo que somos!! Tem piada....Não sei o que dizer! ...(Não tem piada)...
Sei, isso sim, quem gostava de ser! Alberto Caeiro. Nem mais...E logo eu, que adoro pensar! Que penso que penso bem e que sou bestialmente bom, até pensar que o que não falta é quem pense melhor que eu!!! Mas quem pensa realmente bem são aqueles que não precisam de pensar!!! Dar-me-ia tanto gozo não pensar...
Não sou nada confuso! Apenas sou um crítico que adorava dar tudo como um dado adquirido...Um anti-dogmático que adora verdades absolutas!!!Perpetuar um status-quo que penso, mais não ser, que perverso, pseudo democrático, carregado de superioridades morais que castram a felicidade...Bem, auto-confundi-me!! Nada de anormal....Será que sou normal? Mas porque me preocupo? Afinal, não sei o que quero ser.. .(já é um começo) mas sei que não quero ser assim!! Eu quero-me destacar...Eu destaco-me...( sim, já fiz a descentração)...ninguém ama como eu amo (se calhar ainda não fiz a descentração)...Eu amo-te Joana! Nada mais estereotipado, nada mais sentido!!! Amo-te mãe...Amo-te pai...Amo-te mana....

Eu gostar, gosto é de café e de fumar...(deixei de fumar...)...quem me dera voltar a fumar!...Quem me impede? É a Joana!!! A Minha Joana, que, tirando as vezes que não tem razao, está sempre coberta de razão...e tem razão...eu não devo fumar...E bem vistas as coisas, eu gosto mais da Minha Joana do que de um cigarro!!!...Aliás, muito mais....afinal, eu gostar gosto é da Joana! Da Minha Joana!...
Resisto a tudo...menos às tentações...e tu és a minha tentação!!! Isto é muito piroso de se ler...Epah, isto nem literatura light é...Nem sequer literatura de merda..Isso já nem era mau!!!.Não quero saber!! Eu não tenho pretensões de ser lido!!! Nem sei porque escrevo...Eu quero é sentir...Não quero ter de pensar!!! Eu quero é estar contigo no quentinho, num dia de muita chuva...de muita trovoada (daquela que mete medo,amor) a beber um chocolate quente...ou melhor, a ferver, que eu adoro ver-te soprar quando o leite está quente(tem de ser nesquik, senão não bebo) envolvidos numa manta muito castanha, muito feia, mas muito quentinha...Como o chocolate!!! Víamos um filme! Um romance, como gostas! (ok, eu também gosto!)...fazíamos amor!! Mas, amor como só nós sabemos fazer...( descentração? nunca ouvi falar)...adormecíamos ao som da Martha do Tom Waits...Espera aí..Também gostava de ser como o Tom Waits!!! Mas...O que é o Tom Waits e o Alberto Caeiro tem em comum?? Nada!!!...Pois, por isso mesmo...Estou a ficar confuso!!! Vou fumar um cigarro!! Porra, eu deixei de fumar!!Ia-me saber bem um cigarro agora!!! O Tom Waits fumava se lhe apetecesse...O Fernando Pessoa dizia que ia seguir fumando...O Miguel sousa Tavares fuma e eu adoro o homem!!! Pois..mas eu gostar gosto é da Minha Joana... Decido nao fumar...não me resta outra opção!!! O que diria a Minha Joana...?

Gosto do Porto...Gosto tanto do Porto!! Por favor, não me digam que é provinciano gostar de um sítio, onde, por casualidade nascemos!! Cidadão do mundo??...Eu adorava ser! Mas eu sou é um cidadão do Porto...Não é claustrofóbico? Não! Assim... a seco!!...Existe uma teia de razões irracionais que me fazem amar esta cidade...(amar não... amar, amo é a minha Joana)...E como eu detesto pensar, fico-me pelas razões irracionais...Detesto racionalizar a irracionalidade...Tenho que me deixar disso!!!...
Eu sei que há boas e más pessoas na mesma proporção em todo o lado...Mas o Porto... O Porto é metafísico..( metafisico é, de facto, a palavra ideal para quem detesta pensar)...Pronto, apesar de todos sabermos que o Porto é granito, cinzento, e onde caralho é virgula...O Porto é...O Porto faz-me chorar...E eu só choro quando a Minha Joana chora...
Eu já vivi em Lisboa!!! Eu gosto tanto de Lisboa...Gosto tanto de pensar que gostava de viver em Lisboa...Mas eu detesto pensar!!! E quem é que quero enganar???Eu gosto de Lisboa mas era incapaz de voltar a viver lá!! A cidade é linda(MESMO LINDA)...é intercultural, como eu gosto...Lisboa tem uma luz, um clima, uma cultura, uma beleza que o Porto não tem...Mas eu quero lá saber disso...!Eu quero é estar no Porto...mesmo quando penso que quero estar em Lisboa, eu quero é estar no Porto...( eu detesto pensar...eu penso bestialmente mal)...Amanhã de manhã, quando acordar, além de acordar mal disposto, porque eu acordo sempre mal disposto (lembro-me de um dia não acordar mal disposto!!!Foi esquisito, fiquei logo mal disposto!!!) vou pensar nisto que estou a escrever e vou pensar que não sou normal! Mas quem me manda pensar...Mas eu não quero ser normal!!!
PS:Amo-te Joana... A mim bastas-me tu, uma manta quentinha, castanha (sim, tem de ser castanha) um pacote de 100ml de Nesquik, os vinis do Nick Cave, do Tom Waits, do Ottis Reding e do Palma...Cigarros nao era mau...mas não pode ser!!
Redutor??? Não me façam rir....
Questionem as vossas prioridades (mas para isso vão ter de pensar)...
Mas eu estou a escrever para quem???...
Introspectivo, eu?


por JOÃO NOGUEIRA
Eliminar
1 – 1 de 1